Sobre

guerra germ. werra 1 discórdia, revolta, peleja 2 qualquer combate com ou sem armas 3 luta com o fim de impor supremacia ou salvaguardar interesses materiais e ideológicos 4 ação contra qualquer coisa a que se atribua um valor nocivo

brasil celt. breasail 1 relativo a brasa 2 relativo ao país sul-americano historicamente rico em pau-brasil 3 Hy-Brazil ilha mítica localizada no Oceano Atlântico presente nas lendas irlandesas 4 outro nome dado ao cinábrio


Uma Revolta contra o Mundo Moderno

A Guerra Brasílica foi uma estratégia de resistência contra a invasão holandesa no nordeste colonial brasileiro.

Em 15 de maio de 1645, dezoito líderes locais – entre portugueses, negros e índios – firmaram o compromisso de lutar contra o domínio estrangeiro, plantando a semente de uma Pátria no solo brasileiro.

A Companhia Holandesa das Índias Ocidentais, empresa privada responsável pela ocupação, foi expulsa do Brasil nove anos depois, mas a inovação cultural que ela empreendeu criou as bases para o surgimento do mundo pós-moderno, tal qual se apresenta hoje.

De modo geral, podemos dizer que o modelo social criado pelos holandeses, que tanto desagradou os proto-brasileiros à época, se espalhou pelo globo – e que hoje só nos resta combater essa metástase no nível individual.

Assim, a seguir, vamos apresentar a concepção atual da Guerra Brasílica, destacando a importância de se construir uma Estratégia Pessoal que esteja adaptada ao contexto cultural brasileiro e à sua realidade particular.

Objetivos, Obstáculos e Expressões de Poder

A Escola Superior de Guerra define o conceito de estratégia como “a arte de superar obstáculos e conquistar objetivos, através da preparação e aplicação do poder”.

Desse modo, o poder – a capacidade de fazer algo – se manifesta através de cinco expressões: Científico-Tecnológica, Econômica, Bélica, Política e Psicossocial.

O obstáculo atual a ser superado é a metástase de 1645: uma realidade Precária, Incerta, Complexa, Ambígua e Sem Sentido (P.I.C.A.S.), decorrente de um modo de vida artificial, desvinculado de raízes culturais e do inconsciente coletivo de uma psicorregião – o chamado Mundo P.I.C.A.S., outro nome para a pós-modernidade.

O objetivo, nesse contexto, é combater os sintomas específico da “Síndrome dos 5D”, causada por esse modo de vida nocivo: dores corporais, dívidas crônicas, dúvidas pessoais, desesperança filosófica e desespero existencial, este último, responsável pelo aumento de suicídios entre os cativos dessa realidade.

Assim, aqui na Guerra Brasílica, vamos ensinar você a construir sua Estratégia Pessoal, para que consigas preparar e aplicar os seus próprios recursos na perseguição do seu propósito de vida, através da aplicação das Expressões de Poder em um nível cada vez mais noológico.

A Jornada do Herói contra o Mundo P.I.C.A.S.

A Noologia é a disciplina filosófica que estuda a relação entre as Esferas Mentais e o Espírito Humano.

Nela, afirma-se que a mente humana se organiza em cinco esferas: Sensorial, Emocional, Racional, Consciente e Volitiva.

Além disso, ensina que a energia psíquica, ao transitar pelas Esferas Mentais, obedece a uma estrutura de caráter mitológico, o que explica o fato da famosa “Jornada do Herói” ser um conceito universalmente conhecido pelas diversas culturas da humanidade.

Entretanto, em um mundo cuja realidade é cada vez mais P.I.C.A.S., negar o “Chamado à Aventura” – o início conceitual da Jornada do Herói – é cada vez mais comum, o que inaugura a era da fuga à realidade como uma normalidade, cuja consequência última é o aumento do número de suicídios na pós-modernidade.

Dessa forma, o modo para se combater esse Mundo P.I.C.A.S. é construindo uma Estratégia Pessoal vinculada ao seu propósito de vida, que seja a sua versão particular da Jornada do Herói, devidamente adaptada ao contexto cultural brasileiro e, particularmente, à realidade onde você está inserido.

O Graal e a Teoria Geral dos 5 Elementos

O Graal é um conceito ocidental, que representa toda uma noção de quintessência espiritual e que está ligada à mitologia celta, sendo posteriormente adaptada à simbólica cristã.

a Teoria Geral dos 5 Elementos (TG5E) é um conceito oriental, de caráter mítico-empírico, com milhares de anos de experiência prática e que descreve a relação entre as forças arquetípicas na busca dessa quintessência.

Aterrissando esses dois conceitos, podemos dizer que a TG5E ensina a como enfrentar os obstáculos da Jornada do Herói via a Expressão do Poder das Esferas Mentais, enquanto o Graal se relaciona com o Objetivo-Mor da Jornada do Herói em si.

Assim, ambas as ideias descrevem momentos distintos de um mesmo movimento: o Processo de Individuação, a marcha inconsciente de integração entre as quatro Funções Psíquicas – Sensação, Sentimento, Pensamento e Intuição – até a originalidade heroica, até sincrônica convergência e divergência da Função Transcendente.

Por isso, a sua Estratégia Pessoal deve ser a operacionalização do seu Processo de Individuação, o empreendimento da sua Jornada do Herói, a vivência do seu propósito de vida, sob a pena de sucumbir ao Mundo P.I.C.A.S. e iniciar a fuga à realidade em direção à ideação suicida.

As Categorias de Combate da Guerra Brasílica

A Guerra Brasílica ainda é uma estratégia de resistência.

Como toda resistência, possui um sentido de sobrevivência e, assim, um carácter existencial, o que reúne Ciências Militares e Filosofia em um só lugar.

Isso possibilita a integração das Expressões de Poder às Esferas Mentais, fazendo surgir as Categorias de Combate da Guerra Brasílica como meio de operacionalizar o seu Processo de Individuação, atualizando a insurreição contra a pós-modernidade no contexto cultural brasileiro.

Desse modo, as Categorias de Combate Pessoal, Logística, Operações, Inteligência e Mística, respectivamente, vão organizar a estrutura interna da sua Estratégia Pessoal, permitindo o enfrentamento dos sintomas clássicos da Síndrome dos 5D, que se manifestam em quem está prisioneiro no Mundo P.I.C.A.S.

É importante destacar que, na atualidade, você só vai conseguir empreender seu propósito de vida declarando uma guerra pessoal contra a pós-modernidade e que essa odisseia só se torna possível quando você emprega, conscientemente, as Categorias de Combate da Guerra Brasílica na construção da sua Estratégia Pessoal.

O Modo de Vida Estratégico

O Modo de Vida Estratégico é a quintessência da Guerra Brasílica.

Ele representa o Graal a ser alcançado por seus Operadores, aqueles que se predispõem a enfrentar o Mundo P.I.C.A.S. empregando as Categorias de Combate ensinadas aqui.

Seus princípios são sublimações das forças arquetípicas por trás das Esferas Mentais e das Expressões de Poder e se constituem num “passo-a-passo” para construção da sua Estratégia Pessoal.

Na Aula Inaugural do Curso de Formação de Operadores você vai aprofundar a concepção atual da Guerra Brasílica e descobrir se faz parte dos 1% da população brasileira que possui o tipo psicológico adequado para iniciar o combate contra o Mundo P.I.C.A.S.

Esse tipo psicológico é o único que possui a predisposição heróica nata, aquela necessária para se construir uma Estratégia Pessoal combativa o suficiente para sustentar um Modo de Vida Estratégico, um lifestyle” focado naquilo que você – realmente – tem tesão de fazer na vida.

CONSTRUA SUA ESTRATÉGIA PESSOAL

Insira o seu endereço de e-mail abaixo para receber gratuitamente nossas atualizações!>

Referências Bibliográficas

ALLEN, Gary; ABRAHAM, Larry. Política, Ideologia e Conspirações: A Sujeita por Trás das Ideais que Dominam o Mundo. Barueri: Faro Editorial, 2017.

EVOLA, Julius. Revolta contra o Mundo Moderno. Alfrafide: Dom Quixote, 1989.

FERRAZ, Gabriel G. O Dasein como Ethos: O Modo de Vida Estratégico como Solução ao Problema da Contemporaneidade. Porto Alegre: PUCRS, 2020.

FREIRE, Francisco de Brito. Nova Lusitania: História da Guerra Brasílica. Lisboa: Officina de Joam Galram, 1675.

JUNG, Carl G. O Homem e Seus Símbolos. Nova Iorque: Harper Collins, 2016.